quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Então e esse Natal?

Nada de novo não é?

Tuga que é Tuga vai andar a dizer a 23 de Dezembro que ainda é cedo para fazer as compras de Natal. 
Eu comecei este ano bem cedo. Mais de metade da lista já foi e basicamente é isso que as pessoas me dizem: “ já? Tão cedo?”.

Pois...é cedo mas entretanto já estamos em Dezembro e os dias passam a correr. E tenho mais que fazer que deixar tudo para a última semana e enfiar-me na multidão com vontade de bater em toda a gente como no ano passado!!!

Mas pronto. Acho que estou pelo o bom caminho. Entretanto já vi também as iluminações em Lisboa deste ano que estão fofinhas fofinhas fofinhas. 

 Uma coisa sempre boa do Natal é que vou estar com a família e no fundo isso é o mais importante ...e a comida vá.

















segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Voltei voltei!

Sim estou e volta com nada de novo ahahah.

Fiz a experiencia de 15 dias sem redes sociais. Conclusão...tornei-me viciada em Candy Crush que já não o jogava a uns 4 anos e percebi que estava a perder a minha vida nisso. É ridículo como uma pessoa se vicia nas coisas mais erradas.

No entanto o positivo de ter deixado redes sociais é que deixei de me comparar com os outros e a sentir-me melhor, mas não melhorei na parte de me focar nas coisas mais importantes como estudar ou fazer exercício fisico. Ah...mas li mais definitivamente.

Não frequentei o blog como desejava. Mas deixo de fazer promessas de voltar mas gostava muito de voltar a escrever e fotografar isso sem dúvida.

Gostava de voltar a escrever sobre as minhas aventuras e gostos.

É nisso que me vou focar.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Não tenho tido vagar para o blog.

Já sabia que quando acabasse o primeiro ano completo de fotos diárias, que iria ser pouco frequente a minha vinda a este espaço. Não que tenha desaparecido de vez da internet...mas não tenho tido imaginação e motivação.

Mas desculpas à parte, vim partilhar um pouco da minha mais recente experiência.

Durante quinze dias deixo as redes sociais por completo. Quando me refiro a redes sociais são aquelas que me fazem ocupar mais o tempo com nada, nomeadamente Facebook, Instagram, Pinterest e Youtube. Whatsapp e MSN não deixo porque preciso de me comunicar com os outros. Mas todas aquelas apps que me fazem perder horas a ver a vida dos outras, esses sim deixei para trás durante uns dias.

Vir entretanto ao blog é um pouco contraproducente mas provavelmente com isto irá fazer com que partilhe mais no blog ou tenha mais ideias. Ou então não.

O que me fez fazer isto? Porque já não me lembro como é viver sem estas redes sociais. Porque já estou farta da toxicidade do Facebook e de todo aquele muro de lamentações. Porque sei que perco mais tempo a ver a vida dos outros do que fazer algo pela minha. Porque vejo mais os outros a criarem do que eu ser criativa. Porque tenho saudades de ler bastante, ver bastantes filmes, ver bastantes series. Porque tenho saudades de olhar mais para mim e não me comparar com os outros.

Possivelmente há mais. Mas também não vou ser hipócrita e dizer que não tenho vontade de ir ao FB, IG e Yt.. Mas vou ser sincera e sei que será tipo um detox e que dia 15 voltarei as redes sociais.

Gostava de atingir um equilíbrio entre o meu mundo e o mundo da internet.
Até lá vai-se vivendo à maneira antiga.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O coração

Corações. É isso que agora vemos sempre que abrimos o Facebook. Corações. Agora há uma onda de pessoas (mulheres) a colocar corações (e apenas isso) no mural do facebook. E eu andava-me a questionar do porquê...
E já sei. Ontem recebi umas quantas mensagens via MSN a explicar. 
Agora vem o spoiler, consiste numa onda de solidariedade para com a vítimas do cancro na mama, e por isso, coloca-se um coração e passam a palavra para serem lembradas as vítimas dessa doença. 

A minha resposta é: não, obrigada.

Não querendo ser arrogante, desmancha prazeres e sobretudo insensível, não vou colocar coração solidário nenhuma nem passar a palavra a outra. É só ridículo. Em quê que isso vai ajudar alguém a sentir-me melhor com a doença que está a enfrentar? Em quê que isso vai aliviar a dor física e psicológica? Em quê que isso vai amparar as angústias dos familiares? É que só podem estar a brincar comigo.
Sendo familiar directa de alguém que viveu o cancro da mama (e eu sendo uma probabilidade de ter cancro da mama) acho isso ridículo. 

E não o faço. Não há coração nem laço cor de rosa que nos faça sentir melhor. 
Desculpem mas não.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Mais uma rentrée

  E é isto. Sem darmos por isso já passou mais de meio ano. O verão já se está a despedir. E daqui a pouco é Natal...

Xiii que exagero! Mas a sério! O tempo passa a correr. Ainda há pouco era início do ano e toda aquela esperança e energia pelo ano novo começava. Não me posso queixar, tenho tido um ano em pêras. E como não podia deixar de ser esta é a altura de fazer balanços sobre o que aconteceu e o que pretendo que aconteça. Pois vejamos:

- viagei bastante (Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Dinamarca e Alemanha);
- fui dama de honor pela primeira vez;
- iniciei-me no yoga;
- li mais livros;
- comprei finalmente uma Canon! <3
- vi Portugal ser vencedor da Eurovisão;
- voltei a Braga depois de mais de 20 anos depois;

Bem, talvez não tenha sido nada de especial, mas para mim foi. Agora, como é óbvio, ainda tenho alguns objectivos para realizar ate ao final do ano:

- ver mais filmes/series;
- apreender mais holandês;
- poder viajar mais uma vez;
- emagrecer 10 kg :x
- fotografar mais;
- ir a mais museus na minha cidade.


Sim já sei que a de perder 10kg vão-se rir mas não custa nada sonhar e pelo menos tentar. Viajar também não estou muito a imaginar isso acontecer depois de setembro, por motivos de agenda (xD), mas nunca se sabe. 

E agora aqui estou eu, na minha última noite de Holanda. Amanhã regresso a Lisboa e as rotinas vão começar. Custa sempre acabar as férias e a Holanda mas sei que é por breves momentos.

Aquilo que mais quero é não perder a motivação e a capacidade de sonhar. Porque feliz já sou. 

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

#365



Estive para comprar balões, confetis e purpurinas. Mas acabei por ficar assim, modo simplório. 
Hoje é o último dia de postar uma foto todos os dias durante um ano. Uma coisa tão simples mas que nunca consegui acabar. Tentei uma série de vezes e de todas as vezes acontecia algo na minha vida que acabava por desistir. Sempre foi o meu defeito...desistir. Mesmo quando tentava outra vez havia aquela coisa do "é desta". E foi mesmo desta. 
Parece ridículo mas isto significa muito para mim. Significa que foi uma das poucas coisas que fiz por mim mesma e foi das poucas coisas que não desisti. Mesmo que houvesse dias que não havia nada para fotografar, mesmo que não tivesse tempo, mesmo que não tivesse paxorra, mesmo que não quisesse... lá vinha eu colocar aqui qualquer coisa.
Isto não é nada. Mas ao mesmo tempo é tudo. É uma esperança para mim mesma , que consigo fazer e acabar. Que consigo atingir objectivos e sonhos.
Que primeiro estou eu e o que quero. Que consigo manter o foco. E isto faz-me feliz.



Não vai haver mais fotos todos os dias...não por enquanto. Vai haver fotos quando quiser. Talvez um dia volte ao 365 de fotos e com mais qualidade e mais criatividade. Por enquanto vamos viver.